segunda-feira, 13 de abril de 2009

Mais-valia absoluta, relativa e extraordinária.

Cada tipo de mais-valia desses correspondeu a um determinado período do capitalismo. A Absoluta caracterizada pelo prolongamento da jornada de trabalho(aumento absoluto da jornada excedente) ou intensificação da jornada de trabalho. Apresentou-se no período da Revolução Industrial, depois com o desenvolvimento do capitalismo e com regulamentação da jornada de trabalho ficou impossível estender a jornada de trabalho em 12h , 14h como havia na Inglaterra no sec.XVIII. Então intensifica-se o trabalho no processo de produção ou se introduz novas tecnologias para aumentar a produtividade do trabalho. Com o desenvolvimento, o capitalista vai encontrar novas formas de obter uma quantidade maior de excedente econômico (principalmente com o desenvolvimento de novas tecnologias no processo de produção) o papel da tecnologia da informação, por exemplo, é cada vez mais importante, pois permite um alto grau de planificação nas empresas, por exemplo: através da internet as empresas constroem uma ponte direta aos consumidores ou fornecedores, fazendo com que a atividade de produção se torne cada vez mais eficiente. Diversas técnicas são inseridas no modo de produção com a finalidade de se extrair, aumentar a mais-valia, ex.: Just-in-time.
Na Absoluta vemos que o aumento do salário é menos que proporcional ao aumento da mais-valia. Porque o único item que precisa ser aumentado é a alimentação, já que o trabalhador estará expedindo mais energia no processo de produção e necessita se alimentar um pouco melhor.
Mais-valia relativa ocorre quando surge novas tecnologias no processo de produção, principalmente no setor dos bens de consumo (que são os bens que os trabalhadores precisam para sobreviver), pois o tipo relativa é caracterizada pela redução do Tempo de trabalho necessário em relação ao tempo de trabalho excedente. É por isso que a introdução de novas tecnologias e o progresso tecnológico, que faz com que aumente a produtividade do trabalho, tende a ocorrer principalmente no setor produtor de bens de consumo, por que isso vai permitir uma redução do valor da força de trabalho, já que irá reduzir o tempo de trabalho necessário para a produção desses bens que o trabalhador precisa para sobreviver .
No caso da mais-valia extraordinária é quando esse progresso tecnológico é obtido por parte de capitalistas isolados o que permite que ele sozinho reduza o tempo de trabalho socialmente necessário para produção daquele produto que ele está produzindo ex. : o carro, a geladeira etc. Ele introduzindo uma nova tecnologia, através de pesquisa e desenvolvimento, vai aumentar a produtividade do trabalho individualmente, irá reduzir o seu tempo individual de produção de determinada mercadoria. O mercado paga pelo T.T.S.N. (média social) as leis se manifestam através das médias, quando o capitalista sozinho consegue uma inovação tecnológica ele vai reduzir o tempo de produção de certo produto por ex.: de 4h para 2h, ele vai ser pago de acordo com a média social que o mercado reconhece, no caso a de 4h, estará sendo mais eficiente do que os demais produtores e por isso torna-se premiado pelo mercado. Só gastou 2h mais vai receber 4h (2h à mais); Isto é a mais valia extra.
O mercado que é onde se manifesta as leis econômicas, esta sempre arrumando um mecanismo para premiar os produtores mais eficientes. Isso é o mecanismo de regulação da produção que premia os mais eficientes e que pune os ineficientes (aqueles que gastam um tempo maior que a média da sociedade). É por isso que a mais-valia extraordinária é o motor no progresso tecnológico na sociedade capitalista, é a busca pelo lucro extra que leva o capitalista a investir em P&D. Mas a tendência da mais-valia extraordinária é que se transforme em relativa, por que quando os demais capitalistas observam esse lucro extraordinário, ele também tenta desenvolver novas tecnologias ou migram para o setor ou ramo de produção daquele capitalista que apresenta lucro extraordinário. Por isso também que a sociedade é tão dinâmica e a concorrência é tão violenta, pois os produtores estão sempre procurando o primeiro lugar em termos de concorrência capitalista.

4 comentários:

  1. Muito bom o texto, bem elucidativo e objetivo.

    ResponderExcluir
  2. Mell, o T.T.S.N siginifica tempo de trabalho socialmente necessario!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir